Possível ciclone tropical ameaça Venezuela e ilhas do Caribe

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Trajetória do fenômeno

29 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Um ciclone tropical ameaçou a costa caribenha da Venezuela e as ilhas de Bonaire, Aruba, Curaçao e Trinidad na terça-feira.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, em Miami, o sistema estava na manhã de terça-feira 420 quilômetros a leste de Trinidad, com ventos máximos de 65 quilômetros por hora, e estava se movendo para oeste a uma velocidade de 37 quilômetros por hora.

O relatório explicou que a perturbação pode se tornar uma tempestade tropical em 48 horas, ao passar pelas ilhas de Barlavento e Sotavento, nas Pequenas Antilhas, ao norte da Venezuela.

Seria a segunda tempestade nomeada da temporada 2022 e seria chamada de Bonnie.

O governo venezuelano emitiu um alerta de tempestade tropical para as ilhas de Margarita, Coche e Cubagua, enquanto alertas semelhantes estavam em vigor para Bonaire, Trinidad e Tobago, Curaçao e Aruba.

O Hurricane Center alertou que ventos fortes e chuvas fortes começaram a atingir as Ilhas Leeward.

A previsão de chuva é de 2,5 a 7 milímetros nas ilhas de Guadalupe a Santa Lúcia, e de 10 a 13 milímetros em Granada, Trinidad e Tobago e nordeste da Venezuela.

Espera-se que até sexta-feira o sistema possa se fortalecer para um furacão de categoria 1 antes de atingir a Nicarágua.

O governo venezuelano anunciou a restrição de voos e o fechamento temporário de "algumas estradas" nos estados que serão diretamente afetados pela passagem do ciclone tropical, informou nesta terça-feira a vice-presidente Delcy Rodríguez.

A porta-voz do governo de Nicolás Maduro pediu à população que se prepare para chuvas prolongadas e ventos fortes. "Proteja portas e janelas", disse a funcionária durante sua mensagem oficial no canal estatal.

Além disso, o governo venezuelano proibirá a saída de barcos a partir das 13h desta terça-feira, disse Rodríguez.

O vice-presidente especificou que o ciclone passará por nove estados da Venezuela, de leste a oeste, e deve chegar ao país pela primeira vez às 02h00 da quarta-feira, 29 de agosto.

Proteção Civil Venezuela compartilhou recomendações à população sobre o que fazer em caso de ciclone.

Fontes