Políticos depostos de Mianmar desafiam os militares golpistas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aung San Suu Kyi

5 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Quase 300 membros do partido governante deposto da líder de Mianmar, Aung San Suu Kyi, proclamaram na sexta-feira serem os únicos representantes legítimos dos cidadãos do país e pediram reconhecimento global como administradores do governo do país.

Os políticos também formaram um comitê para executar funções parlamentares, de acordo com a página da Liga Nacional para a Democracia no Facebook.

O partido postou uma carta nas redes sociais para as Nações Unidas e a comunidade global solicitando sanções específicas e pedindo que as empresas rompam as relações com os militares de Mianmar, que detém vastos ativos lucrativos.

Não ficou imediatamente claro se sua declaração teria algum efeito prático, mas o NLD prometeu agir “no melhor interesse de nosso povo e na própria essência da democracia”.

O anúncio do NLD veio horas depois de centenas de manifestantes tomarem as ruas da capital de Mianmar na sexta-feira, enquanto os militares expandiam as prisões contra oficiais depostos.

Notícia Relacionada

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit