Polícia Federal indicia filho de Sarney

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

16 de julho de 2009

A Polícia Federal indiciou o empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), por formação de quadrilha, criação de instituição financeira irregular, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Somadas, as penas para esses crimes podem chegar a 22 anos de prisão.

O indiciamento de Fernando Sarney é um desdobramento da Operação Boi Barrica, que começou há dois anos e investiga transações financeiras ilegais, como prática de caixa dois às vésperas das eleições de 2006. À época, a irmã de Fernando, Roseana Sarney, era candidata ao governo do Maranhão.

Mais três pessoas suspeitas de envolvimento no esquema – Thucidides Frota, Marcelo Aragão e Walfredo Dantas – também foram indiciadas por falsidade ideológica e formação de quadrilha. O inquérito segue agora para o Ministério Público Federal.

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com