Polícia Federal faz operação e prende dez pessoas acusadas de pedofilia na internet

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de maio de 2009

Até a manhã de ontem (19), dez pessoas foram presas pela Polícia Federal durante a Operação Turko (anagrama da palavra orkut), quando foram cumpridos 92 mandados de busca e apreensão. A operação foi deflagrada anteontem (18) pela PF para combater a pornografia infantil na internet.

Além das oito pessoas que haviam sido detidas na tarde de ontem, mais duas pessoas foram presas em flagrante horas depois, quando já era noite, por ter em seu poder material pornográfico infantil.

As duas últimas prisões ocorreram em São Paulo. Com isso, subiu para cinco o número de suspeitos presos por pedofilia na internet no estado.

A PF também realizou prisões em outros quatros estados: duas no Rio Grandes do Sul, uma em Pernambuco, uma em Espírito Santo e uma na Paraíba.

As prisões são as primeiras realizadas desde novembro do ano passado, quando foi alteradoo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), endurecendo as penas para quem pratica crime de pedofilia pela internet.

Segundo a Polícia Federal, os materiais recolhidos nos demais mandados cumpridos durante a operação serão encaminhados à perícia.

Os 92 mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça para 20 estados e o Distrito Federal e deflagrados ontem, Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

As investigações iniciaram a partir de denúncias anônimas feitas por meio do site www.denunciar.org.br, mantido pela organização não governamental (ONG) Safer.Net Brasil, por intermédio do qual foram denunciados 3.600 perfis do Orkut que exibiam conteúdos relacionados à pedofilia.

Fontes