Partido Comunista do Chile quer exumação do corpo de Neruda

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

Neruda em sua última aparição em público (1972).

5 de dezembro de 2011

Brasília — O Partido Comunista do Chile pediu a exumação dos restos mortais do poeta Pablo Neruda, que morreu aos 69 anos, em 1973. Neruda morreu 12 dias depois do golpe militar comandado pelo general Augusto Pinochet (1973-1990), que instaurou um dos governos mais temidos da América Latina.

A Justiça chilena investigará acusações de que Neruda pode ter sido morto pelos militares. Há suspeitas de envenamento. O atestado de óbito de Neruda informa que ele morreu de câncer de próstata. Seu motorista, no entanto, disse que ele recebeu uma injeção que teria provocado um ataque cardíaco.

Casa de Neruda em Isla Negra, onde estão os corpos de Neruda e sua esposa Matilde Urrutia, e que actualmente é um museu en honra do vencedor do prémio Nobel chileno.

Durante as eleições presidenciais do Chile nos anos de 1970, Neruda abriu mão da candidatura para que o amigo Salvador Allende vencesse. Ambos eram marxistas e acreditavam no socialismo como opção para uma América Latina mais justa.

A escritora Isabel Allende, sobrinha do ex-presidente, disse certa vez que Neruda morreu de tristeza em setembro de 1973, ao assistir ao fim do governo Allende (1970-1973). Há controvérsias cercando a morte de Allende, pois existem informações de que ele tenha sido morto pelos militares e também de que tenha se suicidado.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati