Parentes de vítimas do voo Air France 447 pedem abertura de investigação criminal no Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

26 de agosto de 2009

A Associação dos Familiares das Vítimas do Voo Air France 447 entraram nesta semana, na Procuradoria-Geral da República, com pedido de abertura de inquérito criminal contra os possíveis responsáveis pelo acidente. O avião da companhia aérea francesa caiu no Oceano Atlântico, na noite de 31 de maio deste ano, depois de sair do Rio de janeiro com destino a Paris.

Segundo o diretor da associação, Nelson Faria Marinho, hoje todas as investigações estão sendo feitas pelas autoridades francesas. “A investigação ficou a cargo do DEA, que é um órgão francês, e ninguém está acompanhando aqui [no Brasil]. Então, estamos pedindo às autoridades brasileiras que acompanhem essas investigações e criminalizem [os responsáveis], porque houve um crime”, disse.

Cópias do pedido de abertura da investigação criminal foram entregues à Presidência da República, ao Ministério das Relações Exteriores, à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e ao Congresso Nacional e também à Embaixada da França no Brasil.

Nelson Marinho também lamentou o fim das buscas à caixa-preta e aos corpos das vítimas. Das 228 pessoas que estavam a bordo do AF 447, apenas 51 corpos foram encontrados e identificados.

Notícia relacionada

Fontes


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati