Paquistaneses protestam contra caricaturas do jornal Charlie Hebdo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de janeiro de 2015

Paquistão

Milhares de paquistaneses sairam às ruas hoje (25) contra a publicação de caricaturas de Maomé pelo jornal francês Charlie Hebdo. Os protestos ocorrem dois dias após manifestações idênticas no Sul da Ásia. Segundo a polícia paquistanesa, os protestos mais importantes ocorreram em Karachi, onde aproximadamente 25 mil pessoas juntaram-se numa manifestação promovida pelo Jamal-e-Islami, principal partido islâmico. Em Jamat-ud-Dawa, 12 mil pessoas responderam ao apelo do grupo islâmico armado Lashkar-e-Taiba, que a Índia acusa de envolvimento nos atentados ocorridos em Bombaim, em 2008.

"Morte à França", "Morte aos blasfemos" e "Prontos para morrer pelo profeta Maomé" foram algumas das palavras de ordem dos manifestantes indignados com a publicação das caricaturas do fundador do Islã pelo Charlie Hebdo. Cinco mil manifestantes se reuniram em Lahore, no Leste do Paquistão, e algumas centenas em Quetta, Sudoeste do país, em protestos do mesmo tipo.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati