Paquistão: número de mortos sobe para 63 após terrível colisão de trens

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O número de mortos na colisão de dois trens ontem no Paquistão aumentou para 63 nesta terça-feira, após novas mortes de vítimas que haviam sido hospitalizadas ontem ou enquanto o resgate continuava. Só hoje, 12 corpos foram recuperados dos destroços.

O acidente aconteceu no distrito de Ghotki, na província de Sindh, e segundo autoridades locais, ao menos oito vagões ficaram totalmente destruídos.

A colisão ocorreu quando o Expresso Millat, que viajava da cidade de Karachi para Sarghodha, descarrilou, sendo depois atingido pelo expresso de Sir Syed, que vinha em sentido oposto.

Mais de 1.100 pessoas estavam a bordo dos dois trens.

O ministro da Informação do Paquistão, Fawad Chaudhry, disse em um comunicado que é prematuro dizer se o acidente ocorreu devido a um erro técnico, negligência ou sabotagem, mas que todos os aspectos estão sendo investigados.

O primeiro-ministro Imran Khan disse ontem que ficou "chocado com o horrível" acidente e ordenou uma "investigação abrangente" sobre possíveis falhas no sistema ferroviário paquistanês, uma vez que as ferrovias do país são antigas e têm recebido pouca manutenção nas últimas décadas.

Notícia Relacionada

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit