Papa Francisco pede vacinas para todos e fim de muros

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

O Papa Francisco pediu nesta sexta-feira, 25, que as nações compartilhem as vacinas contra COVID-19 porque a saúde é uma questão internacional.

Na sua tradicional mensagem natalícia Urbi et Orbi (À cidade e ao mundo, em latim) ele destacou que a pandemia não conhece fronteiras, que as nações não podem construir muros e que vivemos uma crise ecológica.

Neste momento da história, marcado pela crise ecológica e graves desequilíbrios econômicos e sociais agravados pela pandemia do coronavírus, é tanto mais importante que nos reconheçamos como irmãos

disse Francisco a partir de um púlpito no Vaticano e não a partir da Basílica de São Pedro, como é tradição.

O líder da Igreja Católica pediu "que o filho de Deus renove nos dirigentes políticos e governamentais um espírito de cooperação internacional, a começar pela saúde, para que todos tenham acesso a vacinas e tratamento".

Diante de um desafio que não conhece fronteiras, Francisco sublinhou que "não podemos erguer muros" porque "todos nós estamos no mesmo barco".

Ele destacou o continente americano, particularmente afetado pelas infecções pelo novo coronavírus.

"Que a eterna Palavra do Pai seja uma fonte de esperança para o continente americano, particularmente afetado pelo coronavírus, que tem agravado os inúmeros sofrimentos que o oprimem, muitas vezes agravados pelas consequências da corrupção e do narcotráfico", afirmou o sumo pontífice.

O Papa lembrou os mais vulneráveis e pediu que o individualismo e a lei de mercado não dominem a administração das vacinas.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit