Panamá corta relações diplomáticas com Taiwan e estabelece relações com a República Popular da China

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de junho de 2017

Em junho de 2017, o Panamá cortou os laços diplomáticos que tinha com Taiwan de longa data e estabeleceu relações diplomáticas com a República Popular da China.

O governo panamenho reconheceu que havia "apenas uma China" e disse que Taiwan faz parte dela. Depois de ter feito isso, Taiwan expressou "raiva e arrependimento", e acusou o Panamá de "bullying".

A China tem divergências de mais de seis décadas quanto à soberania de Taiwan. A China considera Taiwan como uma província chinesa, enquanto Taiwan se autoproclama um Estado autônomo.

Alguns países mantém relações diplomáticas com Taiwan em vez da República Popular da China. Apesar disso, apenas 20 Estados-membros da ONU e a Santa Sé mantém relações diplomáticas com a República da China.

Nos últimos anos, a República Popular da China intensificou seu investimento econômico no País da América Central, uma economia vital para o pais.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati