PCC é suspeito de planejar entrada em outros estados

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de agosto de 2006

Brasil

Segundo informação divulgada por jornais do Mato Grosso do Sul e que citam o Correio Braziliense, a facção criminosa conhecida como Primeiro Comando da Capital (PCC) estaria a planejar expandir suas acções criminosas para outros estados brasileiros. O objetivo do PCC seria intensificar a acção em estados "considerados frágeis". Na mira estariam os estados do Espírito Santo, Paraná, Pernambuco, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

De acordo com um jornal de Campo Grande, a prova de que a organização criminosa avalia o estado de Mato Grosso do Sul como "fraco" foi o pedido de transferência feito para um dos irmãos de Marcos Willians Camacho, suposto líder da quadrilha, de São Paulo para Mato Grosso do Sul. Em meio a esse processo, o advogado contratado pela facção William Maksoud foi assassinado em abril deste ano.

No Mato Grosso do Sul o PCC é apontado como organizador das rebeliões nos presídios de Dourados, Três Lagoas, Campo Grande e Corumbá, no mês de maio. Há a suspeita de que novas rebeliões estejam a ser planejadas para ocorrer no próximo 13 de agosto, Dia dos Pais.

Várias pessoas foram presas no estado acusadas de pertencer à facção.

Fontes