Oposição pede a Maduro reabertura do diálogo político

From Wikinotícias
Jump to navigation Jump to search

14 de outubro de 2014

Venezuela

O dirigente da oposição na Venezuela Henri Falcón pediu hoje (14) ao presidente Nicolás Maduro a reabertura do diálogo político, por meio da convocação de uma reunião extraordinária do Conselho Federal do Governo. "O conselho é uma instância constitucional de diálogo, concertação, de trabalho, onde os governadores e prefeitos podem explorar, juntamente com o Executivo nacional, soluções concretas", disse aos jornalistas.

Para Henri Falcón, ex-antigo militante do Partido Socialista Unido da Venezuela, de Hugo Chávez e do agora presidente Maduro, a convocação de um Conselho Federal de Governo “seria o primeiro passo positivo para o restabelecimento do diálogo político no país". O objetivo, disse, é "estabelecer uma agenda de trabalho que aborde a crise, os problemas prioritários", como "o alto custo de vida, a insegurança, as deficiências nos serviços, a falta de medicamentos", problemas que "devem ser abordados com urgência" para buscar soluções concretas, sem retórica.

"Outro tema para análise no Conselho Federal de Governo seria a implicação da queda dos preços do petróleo no orçamento de 2015", acrescentou. Em 10 de abril, o governo e a oposição decidiram iniciar um processo de diálogo, tendo como mediadores o Vaticano, Brasil, Equador e a Colômbia, os três últimos em nome da União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

Um mês depois, no dia 13 de maio, a oposição suspendeu a participação em protesto pela "repressão brutal" das forças de segurança contra as manifestações pacíficas das forças oposicionistas e por considerar que o diálogo não estava dando resultado. No fim de setembro, a oposição venezuelana pediu à Unasul que retome os esforços para reativar o diálogo entre o governo e a coligação opositora Mesa de Unidade Democrática.

Fontes[edit]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati