Obama diz que casos de gripe suína são preocupantes, mas não justificam alarme

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

27 de abril de 2009

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje (27) que os casos de gripe suína no país são preocupantes, mas não são motivo para alarme. Ele assegurou que está acompanhando “de perto” o número de pessoas infectadas e a extensão da doença. As informações são da agência portuguesa Lusa.

“Estamos acompanhando atentamente o aparecimento de casos de gripe suína nos Estados Unidos. Trata-se, naturalmente, de motivo de preocupação, que justifica a elevação do nível de alerta, mas não há razão para alarme”, disse, durante a reunião anual da Academia de Ciências norte-americana.

Obama afirmou, entretanto, que a ameaça sanitária evidencia a necessidade de o país investir em investigações médicas e científicas. “Acredito que não está na nossa natureza seguir em vez de liderar. E está na hora de voltarmos a liderar. Estou aqui para estabelecer um objetivo: vamos dedicar mais de 3% do Produto Interno Bruto [PIB] à investigação e ao desenvolvimento”, disse.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que, até o momento, 40 casos de gripe suína foram confirmados nos Estados Unidos, mas nenhuma morte foi registrada. O órgão manifestou muita preocupação com a propagação da doença.


Fontes