ONU aprova manutenção de forças de paz no Haiti até 2010

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

14 de outubro de 2009

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou ontem (13), por unanimidade, a prorrogação, até o final de 2010, do mandato da missão de paz da entidade no Haiti, liderada pelo Brasil.

Para o conselho, houve avanços. No entanto, a recomendação das Nações Unidas é para fortalecer a capacidade da polícia do Haiti e garantir o ambiente político para a realização de eleições em 2010.

O Brasil comanda os cerca de 7 mil soldados da força de paz da ONU no Haiti, enviados ao país em 2004 após a queda do então presidente Jean-Bertrand Aristide.

Os 15 integrantes do conselho (Estados Unidos, França, Reino Unido, China, Rússia, Burkina Faso, Costa Rica, Croácia, Líbia, Vietnã, Áustria, Japão, México, Turquia e Uganda) aprovaram a prorrogação do mandato da Missão de Estabilização das Nações Unidas para o Haiti (Minustah).

O objetivo da missão da ONU é restaurar a paz e garantir a segurança ao Haiti, um país devastado pelos conflitos internos, instabilidade social e elevada taxa de desemprego. A violência urbana, o déficit de moradias e a fome são as principais queixas da população.

Os militares brasileiros costumam atuar nas áreas de engenharia e saúde. A missão designada pelas Nações Unidas é composta por militares de vários países que atuam nos mais diversos setores.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati