ONU aprova manutenção de forças de paz no Haiti até 2010

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

14 de outubro de 2009

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou ontem (13), por unanimidade, a prorrogação, até o final de 2010, do mandato da missão de paz da entidade no Haiti, liderada pelo Brasil.

Para o conselho, houve avanços. No entanto, a recomendação das Nações Unidas é para fortalecer a capacidade da polícia do Haiti e garantir o ambiente político para a realização de eleições em 2010.

O Brasil comanda os cerca de 7 mil soldados da força de paz da ONU no Haiti, enviados ao país em 2004 após a queda do então presidente Jean-Bertrand Aristide.

Os 15 integrantes do conselho (Estados Unidos, França, Reino Unido, China, Rússia, Burkina Faso, Costa Rica, Croácia, Líbia, Vietnã, Áustria, Japão, México, Turquia e Uganda) aprovaram a prorrogação do mandato da Missão de Estabilização das Nações Unidas para o Haiti (Minustah).

O objetivo da missão da ONU é restaurar a paz e garantir a segurança ao Haiti, um país devastado pelos conflitos internos, instabilidade social e elevada taxa de desemprego. A violência urbana, o déficit de moradias e a fome são as principais queixas da população.

Os militares brasileiros costumam atuar nas áreas de engenharia e saúde. A missão designada pelas Nações Unidas é composta por militares de vários países que atuam nos mais diversos setores.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati