OMS quer que a China relate mais dados sobre a COVID

Fonte: Wikinotícias

12 de janeiro de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Organização Mundial da Saúde disse na quarta-feira que está pedindo à China que forneça mais informações sobre o aumento nos casos de COVID-19.

“A OMS ainda acredita que as mortes são fortemente subnotificadas na China, e isso está relacionado às definições usadas, mas também à necessidade de médicos e aqueles que notificam no sistema público de saúde serem encorajados a relatar esses casos e não desencorajados”, disse Michael Ryan, diretor de emergências da OMS, a repórteres.

Ryan elogiou os esforços da China para aumentar o número de leitos designados em unidades de terapia intensiva e no uso de antivirais no início do tratamento.

A falta de dados extensos da China levou vários países a exigir testes para viajantes chineses.

“Na ausência de dados, os países decidiram adotar uma abordagem de precaução e (a OMS) disse que isso é compreensível nas circunstâncias”, disse Ryan.

Fontes