OMS critica indústria por falta de investimentos em vacina contra ebola

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de novembro de 2014

OMS

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, criticou a indústria farmacêutica por não ter desenvolvido uma vacina contra o ebola, mesmo após 40 anos do surgimento da doença. Segundo ela, "como o vírus está confinado a países pobres da África, a indústria, que é motivada pelo lucro, não investe em mercados que não podem pagar".

A crítica foi feita nesta segunda-feira (3), durante reunião da Comissão Regional da África, em Cotonou, Benim. Conforme o último levantamento da OMS, 13.567 pessoas já foram contaminadas pelo vírus ebola. Destas, 4.951 morreram, a maioria em Serra Leoa, na Guiné e Libéria.

Margaret Chan salientou que a OMS tem lembrado a urgência de reforçar sistemas de saúde nos países africanos. Acrescentou que a organização não foi ouvida e o mundo pode sofrer consequências. O vírus ebola apareceu pela primeira vez em 1976, em dois surtos simultâneos. Um foi registrado em uma vila perto do Rio Ebola, na República Democrática do Congo, e outro em área remota do Sudão.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati