No 1º debate do segundo turno, Alckmin e Lula trocam duros ataques

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de outubro de 2006

Neste domigo, 8 de outubro de 2006, ocorreu o primeiro debate do segundo turno das eleições presidenciais brasileiras na Rede Bandeirantes, estando presentes os candidatos Geraldo Alckmin, da coligação "Por Um País Decente" (PSDB-PFL), e o presidente-candidato Lula, da coligação "A Força do Povo" (PT-PRB-PC do B). Foi a primeira vez que um Presidente da República em condição do cargo esteve em um debate na televisão. Segundo os jornalistas, Alckmin surpreendeu em adotar o tom agressivo, segundo eles, adotando o estilo de Heloísa Helena.

Geraldo Alckmin começou o debate atacando à ausência de Lula nos debates anteriores já na primeira fala, quando lembrou e agradeceu as presenças de Heloísa Helena (PSOL) e Cristovam Buarque (PDT). Logo após, na primeira pergunta de candidato para candidato, Alckmin atacou Lula com os escândalos de corrupção de seu governo, cobrando a origem dos 1,7 milhões de dinheiro vivo do caso do dossiê.

Já Lula sequer deu boa-noite aos telespectadores. Afirmou, atacando o tucano: "O meu adversário decora alguns chavões para participar de debates", disse. Segundo o presidente, os partidos dos adversários já governaram muitos Estados e "ficou claro que a única coisa que sabem fazer é cortar gastos naquilo que não poderiam cortar".

Alguns jornalistas consideraram o debate mais uma "lavagem de roupa", e outros lamentaram que assuntos como política exterior não foram debatidos. [1]

Fontes


As categorias deste artigo foram atualizadas em 17 de fevereiro de 2008. Para maiores informações veja o histórico.