Nigéria suspende Twitter depois da rede ter eliminado um comentário do Presidente

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

6 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Governo da Nigéria suspendeu o Twitter por tempo indeterminado depois de, na quarta-feira, 2, aquela rede social ter eliminado um tweet do Presidente Muhammadu Buhari por o considerar “abusivo”.

O comentário do Presidente referia-se aos defensores da independência de Biafra, a quem disse que o Governo "os trataria na linguagem que eles entendem".

O ministro da Informação, Lai Mohammed, justificou a decisão com o facto de, segundo ele, a plataforma estar a ser usada "para actividades que podem minar a existência integral da Nigéria".

"A missão do Twitter na Nigéria é muito suspeita", disse Mohammed e lembrou que no passado o Twitter ignorou tweets "que incitaram as pessoas" contra o Governo nigeriano.

A decisão, no entanto, foi alvo de críticas nas redes sociais e imprensa.

Um utilizador se referiu ao ministro, dizendo "você está usando o Twitter para suspender o Twitter?”.

Na guerra civil de 1967 a 1970 a favor da independência do Biafra, defendida pela etnica Igbo, mais de um milhão de pessoas morreram e o actual Presidente Mouhammadu Buhari participou do lado da sua etnia Fulani.

Nos últimos meses, separatistas pró-Biafra foram acusados de atacar a polícia e sedes do Governo.

Ver também

Fontes