Navio francês resgata mais destroços do avião da Air France

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

17 de junho de 2009

Recife, Pernambuco, Brasil

Um navio da Marinha francesa que trabalha nas buscas dos destroços do Airbus A 330 da Air France recolheu hoje (17) despojos avistados na área de buscas, além de bagagens. Já a corveta Cabloco que transporta uma grande quantidade de destroços e bagagens tem previsão de chegada em Recife na sexta-feira (19). Esse material será transferido à Comissão de Investigação Francesa, segundo informou em nota os comandos da Marinha e da Aeronáutica.

Na tarde de hoje um avião Hércules da Força Aérea Brasileira chegou a Recife transportando seis corpos que estavam em Fernando de Noronha. Eles foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) da capital pernambucana, onde serão concluídos os trabalhos de identificação. Até agora, foram resgatados 50 corpos.

Em entrevista concedida hoje, em Paris, o diretor do Escritório de Pesquisas e Análises para Segurança Aérea (BEA, na sigla em francês), Paul-Louis Arslanian, afirmou que um médico-legista de sua equipe teria sido impedido de participar da necropsia dos corpos resgatados.

De acordo com a Polícia Federal, os peritos franceses Sylvie Garnier (comandante de polícia), Gil Delehaye (investigador), Charles Danjart (cirurgião dentista) e Alain Sanvoisin (médico) estão credenciados e participam dos trabalhos na condição de observadores.

A nota divulgada hoje informa ainda que a participação de qualquer autoridade francesa nos trabalhos de identificação deve ser feita “por vias diplomáticas”, por meio da Embaixada da França e da Polícia Federal.

Fonte