Na China três pessoas são condenadas à prisão por imprimir Bíblias

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bible.malmesbury.arp.jpg

8 de novembro de 2005

Segundo a agência de notícias Reuters, na República Popular da China três pessoas foram condenadas à prisão porque imprimiram exemplares da Bíblia sem a autorização do Governo.

O pastor protestante Cai Zhuohua, 34 anos, suas esposa Xiao Yunfei, 33, e o cunhado Xiao Gaowen, 37, foram condenados por um tribunal por imprimir exemplares da Bíblia e outros livros cristãos.

Cai Zhuohua foi condenado a três anos de detenção, sua esposa a dois anos de prisão e o irmão dela, Gaowen, a 18 meses.

A China proíbe a livre impressão da Bíblia e de outros artigos religiosos. Para tal, é necessário obter uma autorização do Gabinete Estatal de Assuntos Religiosos.

A venda livre da Bíblia em livrarias é proibida pelo Governo chinês.


Fontes