Mutirão leva serviços públicos a moradores do centro de São Paulo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

24 de julho de 2010

São Paulo — O Ministério Público Federal (MPF) realiza neste sábado (24) a segunda edição do Mutirão da Cidadania, na cidade de São Paulo. O evento será realizado na Praça Princesa Isabel, área central da capital paulista. O local, conhecido como Cracolândia, é muito frequentado por usuários de drogas e concentra um grande número de moradores de rua, que receberão uma atenção especial.

Quem passar pelo lugar entre as 14 horas e 21 horas poderá tirar seu documento de identidade e a segunda via de certidões de nascimento, de casamento ou de óbito.

O mutirão é aberto ao público em geral e os interessados poderão procurar os postos da Caixa Econômica Federal (CEF) para tirar dúvidas a respeito do fundo de garantia (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), do seguro-desemprego e de financiamento imobiliário. O INSS também dará informações de como obter assistência judiciária gratuita sobre aposentadorias, pensão e benefícios assistenciais.

Entre os serviços públicos, a novidade será o funcionamento de uma unidade móvel do Juizado Especial Federal, por meio de uma parceria celebrada entre a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo, a Procuradoria da República no Estado de São Paulo, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região, o Juizado Especial Federal e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A expectativa do Ministério Público Federal é ao menos repetir os 6.308 atendimentos públicos feitos durante a primeira edição do evento, realizada no bairro da Bela Vista. Na ocasião, os três órgãos mais procurados foram a Caixa com 130 atendimentos, a Secretaria do Estado da Fazenda, com 124 e o INSS com 108. A maior parte dos outros atendimentos foi realizada pelo Sesi, divididos entre saúde, saúde bucal, oficina de geração de renda e avaliação física.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati