Mulheres de militares protestam contra o governo Lula

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

10 de junho de 2005

Brasil — Comemorou-se nesta sexta-feira, no clube dos Fuzileiros Navais, em Brasília, os 140 anos da Batalha Naval do Riachuelo. Durante a cerimônia apareceram cerca de 100 manifestantes para protestar contra o governo do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os manifestantes eram formados por mulheres de militares, pertencentes à União Nacional das Esposas de Militares das Forças Armadas (Unemfa). Elas exigem que o governo reajuste o soldo dos militares.

A leitura de uma mensagem do Presidente da República feita durante a comemoração foi interrompida pelos gritos de protestos das mulheres. Na mensagem o Presidente disse que "o caminho a percorrer é longo e árduo pois o Estado brasileiro foi submetido nestes últimos anos a um verdadeiro desmonte".

Na presença do e Ministro da Defesa e Vice-Presidente, José Alencar, o comandante da Marinha, Roberto de Guimarães Carvalho, também exigiu um reajuste salarial para os funcionários civis e militares. Além disso, pediu mais recursos para que se possa reaparelhar as Forças Armadas. Segundo o comandante, a Marinha passa por dificuldades.

O Presidente Lula vem prometendo há bastante tempo reajustar os salários dos militares, todavia até o momento, nenhuma decisão nesse sentido foi tomada.

Fontes