Motociclistas encaminham reivindicações para Lula em São Paulo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

15 de junho de 2008

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Ao realizar um churrasco na porta do prédio onde fica o apartamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, um grupo de motociclistas procurou hoje (14) chamar a atenção para as reivindicações da categoria. Um documento contendo quatro solicitações foi entregue, no final da manhã, a um dos assessores de Lula pelo presidente da Associação dos Mensageiros e Motociclistas de São Paulo, Ernane Pastore.

“O que nós queremos é que o governo dê um desconto de 50% sobre o pagamento do seguro obrigatório àqueles que, no período, não tenham se envolvido em um acidente e, portanto, não tenham feito uso desse seguro”, justificou Pastore, referindo-se a um dos quatros pedidos.

A categoria quer ainda a revogação das resoluções 203 e 219, que tornaram obrigatórios o uso de capacete e colete com faixa refletiva. Pastore argumenta que o colete é muito quente e que a medida, na realidade, “fez com que dois milhões de motociclistas de todo o país ficassem reféns de fabricantes."

Uma outra solicitação é a isenção da cobrança de pedágio nas estradas federais e mais investimentos em educação no trânsito . “A Constituição prevê que o dinheiro arrecadado com as aplicações de multas seja destinada à educação no trânsito e nós não temos visto isso ocorrer”, disse Pastore.

Fontes