Moçambique: ataque contra trabalhadores da saúde preocupa EUA

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Embaixada dos Estados Unidos em Moçambique diz numa declaração que “expressa a sua forte preocupação com o manifesto ataque contra um transporte colectivo na província de Manica”, que atingiu indivíduos ligados a uma organização que trabalha com um programa americano de saúde.

Na declaração da Embaixada lê-se que o incidente “feriu três empregados, um dos quais gravemente, de uma organização que trabalha com a Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional como parte do Plano de Emergência do Presidente dos EUA para o Alívio do SIDA”.

A Embaixada americana “envia os seus votos de uma rápida recuperação aos feridos e reconhece o trabalho necessário e crucial realizado por todos os trabalhadores da saúde em Moçambique”, diz a declaração.

O mesmo foi na quarta-feira, 25, em Manica, província onde têm ocorrido ataques reivindicados e atribuídos pelas autoridades à autoproclamada Junta Militar da Renamo, liderada por Mariano Nhongo.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com