Moçambique: Dhlakama diz que foi eleito Presidente da República

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Líder da Renamo defende a sua proposta de Governo de gestão.

27 de novembro de 2014

Em Moçambique, depois de a Assembleia da República ter chumbado na terça-feira, 25, a proposta de criação de um Governo de gestão apresentada pelo presidente da RENAMO, Afonso Dhlakama volta a defender a sua ideia como forma de contornar o que ele considera de fraude generalizada nas eleições de 15 de Outubro.

Em declarações na Beira, onde iniciou ontem, 26, uma visita que o levará também a Tete, Dhlakama diz que se quisesse bater com as mãos na mesa, teria legitimidade para o fazer porque ele é que foi eleito Presidente da República.

Afonso Dhlakama acusa ainda a FRELIMO de não ter moral para recusar a proposta de um Governo de gestão e diz querer ouvir o que a população da Beira tem a dizer sobre o assunto.

O líder da Renamo voltou a reiterar que não voltará a fazer guerra e que os problemas devem ser resolvidos na base do diálogo.

Afonso Dhlakama revelou ter recebido cartas de membros do seu partido a pedir para ele não aceitar que o país seja governado por pessoas que roubaram votos.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati