Moçambicanos pedem nacionalidade sul-africana

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

24 de março de 2017

Mais de 300 moçambicanos pediram a nacionalidade sul-africana desde 2014 até à presente data.

A maior parte dos pedidos registou-se no ano passado com 115 solicitações.

São moçambicanos com documentos de residência permanente na África do Sul há vários anos, mas para eles a cidadania abre muitas oportunidades para eles e os seus filhos.

No ano passado, foram deportados 3.940 imigrantes moçambicanos sem documentos validos de residência permanente e de trabalho na África do Sul.

Até à semana passada, foram deportados 509 imigrantes moçambicanos ilegais.

Entretanto, depois da deportação, alguns voltaram a entrar no país sem documentos validos porque, como diz Filipe Victor, “em Moçambique as oportunidades de emprego são muito limitadas em comparação com a África do Sul”.

O Ministério dos Assuntos Internos revela que em 2015 África do Sul recebeu mais de 60 mil pedidos de asilo, inclusive de moçambicanos e angolanos, dos quais apenas cerca de 10 por cento foram aprovados.

No ano passado, foram pouco mais de 40 mil pedidos tendo sido aprovados menos de cinco por cento.

Zimbabwe lidera a lista de pedidos, com mais de 200 mil imigrantes que fugiram da crise económica que assola o seu país.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati