Missão da ONU em Bissau por mais um ano

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

24 de fevereiro de 2017

A missão das Nações Unidas na Guiné-Bissau (Uniogbis) teve o seu mandato renovado por mais um ano, oficializou nesta sexta-feira, 24, o Conselho de Segurança da organização. O órgão da ONU já tinha tomado a decisão a 14 de fevereiro, em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança aponta como prioridades da Uniogbis impulsionar o diálogo político, a reconciliação nacional, a revisão da Constituição, a reforma do sector da segurança nacional e do Estado de direito e o desenvolvimento de sistemas de justiça civis e militares compatíveis com as normas internacionais.

Na ocasião, os 15 membros do órgão manifestaram a sua preocupação com a crise política na Guiné-Bissau e desafiaram as partes interessadas "a respeitarem e cumprirem rigorosamente o Acordo de Conacri e o roteiro da CEDEAO". A força militar da organização regional, Ecomib, também deve manter-se na Guiné-Bissau. A missão da Uniogbis terminá em 28 de fevereiro de 2018.

O Uniogbis também se concentrará em apoiar o Governo da Guiné-Bissau na "mobilização, harmonização e coordenação da assistência internacional", com os parceiros tais que a União Africana (UA), a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLC), a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e a União Europeia (UE).

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati