Ministro da Defesa pede saída de Olmert

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de maio de 2008

O ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, defendeu a renúncia do primeiro-ministro, Ehud Olmert, que está sendo investigado em um escândalo de corrupção. Olmert enfrenta acusações de ter recebido do empresário americano Morris Talansky, em Israel e no exterior, pagamentos de US$ 500 mil quando era ministro do Comércio e Indústria (2003-2006).

Cquote1.png

Não acho que o primeiro-ministro possa cumprir suas funções enquanto pesam sobre ele as atuais suspeitas.(...)Eu penso que o primeiro-ministro deve se desconectar da administração do Estado.

Cquote2.svg
Ehud Barak



O primeiro-ministro nega as acusações e diz que a verba foi aplicada em atividades políticas legítimas, incluindo o pagamento de dívida de campanha. Olmert tem estado sob pressão da oposição e sua popularidade vem caindo nas pesquisas de opinião por causa das alegações. Segundo uma pesquisa recente, 62% dos israelenses acreditam que Olmert deveria renunciar e 51% se mostram favoráveis a eleições antecipadas.


Fontes