Ministro Adão Ramos defende maior qualidade no ensino superior em Angola

Agência VOA

Adão Ramos diz ser errado apostar na quantidade sem se olhar para a qualidade.

27 de novembro de 2014

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O ministro angolano do Ensino Superior Adão do Nascimento defendeu em Malanje a formação quantitativa e qualitativa de técnicos superiores em instituições universitárias do país.

O governante, que falava na conferência inaugural do I Congresso Internacional de Toxicologia promovido pela Faculdade de Medicina de Malanje, adstrita à Universidade Lueji A'NKonde, disse ser “errado apostar muito na quantidade sem olhar pela qualidade”.

Para o governante, as duas opções “têm que ir sempre juntas por que optar por uma estratégia de que devemos produzir quantidade e deixar a qualidade para depois significa …. deixarmos que os actores se habituem com o mal agir, o mal fazer e com vícios”.

Quanto à qualidade de ensino, o titular do Ministério do Ensino Superior afirmou que para que isso seja uma realidade as actividades do sector têm que se pautar de uma visão estratégica, reforço da capacidade institucional, promoção da postura do quadro, a modelagem e a auto-avaliação do seu impacto

Fonte