Ministra diz que greves na França custam até 400 milhões de euros por dia e fala em prejuízo moral

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Economia e negócios

Agência Brasil

25 de outubro de 2010

O custo das greves, sobretudo em refinarias, que afetam a França há semanas varia entre € 200 e 400 milhões por dia, segundo a ministra da Economia do país, Christine Lagarde.

Os franceses protestam contra o aumento da idade para aposentadoria de 60 para 62 anos e de 65 para 67 anos, no caso dos trabalhadores que não atingiram o tempo de contribuição exigido. Mesmo depois de dez dias de protestos violentos, o Senado aprovou na última sexta-feira (22) o polêmico projeto de reforma da Previdência.

De acordo com a agência portuguesa Lusa, a ministra afirmou ainda que as greves e os protestos contra o projeto representam uma espécie de “prejuízo moral” para a França, uma vez que a imagem do país, segundo ela, tem sido prejudicada no exterior.

Os sindicatos franceses já convocaram pelo menos mais dois dias de greves e manifestações – 28 de outubro e 6 de novembro – depois do início das férias escolares que começaram no último fim de semana.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati