Ministério da Saúde lamenta morte de técnico da Funasa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

Agência Brasil

Brasil • 31 de outubro de 2009

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Ministério da Saúde divulgou nota de pesar pela morte do técnico da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) João de Abreu Filho que estava na aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) que fez um pouso forçado em um igarapé da Amazônia na última quinta-feira (29). O corpo de João de Abreu foi encontrado ontem (31) no interior da aeronave que estava a cerca de seis metros de profundidade.

Na nota, o ministério manifesta solidariedade com a família e os amigos da vítima e destaca a extrema importância da missão que vinha sendo desempenhada pelo servidor da Funasa no atendimento à população em áreas remotas e de difícil acesso.


Sem a participação dos colaboradores da Funasa e da excepcional parceria com as Forças Armadas, que nos possibilita levar saúde de qualidade a áreas onde só é possível chegar por meio de pequenas aeronaves ou barcos, comprometeríamos de forma significativa a capacidade de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população e para a redução das desigualdades em saúde.

—Nota oficial

Os servidores da Funasa trabalhavam na Operação Gota, que tem por objetivo vacinar índios em mais de 40 aldeias do Vale do Javari, e estavam há 15 dias em atividade na região.

A aeronave voava de Cruzeiro do Sul (AC) para Tabatinga (AM) com onze pessoas, entre militares e servidores da Funasa. Nove sobreviventes foram resgatados e um militar continua desaparecido.

Fontes