Ministério Público processa ex-prefeito César Maia por gastos com a Cidade da Música

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

21 de maio de 2009

Rio de janeiro, RJ, Brasil — O Ministério Público do Rio de janeiro entrou ontem (20) com uma ação civil pública por improbidade administrativa contra o ex-prefeito César Maia, dois ex-secretários, Eider Dantas (Obras) e Ricardo Macieira (Cultura), além de mais três ex-dirigentes da empresa municipal de obras (RioUrbe) e de quatro empreiteiras. A ação se refere a irregularidades na construção da Cidade da Música, um complexo cultural, na Barra da Tijuca, que custou R$ 490 milhões.

O Ministério Público quer suspender os direitos políticos de César Maia e mais cinco gestores públicos. Além disso, o promotor Gustavo Nogueira quer que eles devolvam aos cofres públicos mais de R$ 1 bilhão, pois, segundo ele, a população em nenhum momento foi informada sobre o valor da obra.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati