Ministério Público processa ex-prefeito César Maia por gastos com a Cidade da Música

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

21 de maio de 2009

Rio de janeiro, RJ, Brasil — O Ministério Público do Rio de janeiro entrou ontem (20) com uma ação civil pública por improbidade administrativa contra o ex-prefeito César Maia, dois ex-secretários, Eider Dantas (Obras) e Ricardo Macieira (Cultura), além de mais três ex-dirigentes da empresa municipal de obras (RioUrbe) e de quatro empreiteiras. A ação se refere a irregularidades na construção da Cidade da Música, um complexo cultural, na Barra da Tijuca, que custou R$ 490 milhões.

O Ministério Público quer suspender os direitos políticos de César Maia e mais cinco gestores públicos. Além disso, o promotor Gustavo Nogueira quer que eles devolvam aos cofres públicos mais de R$ 1 bilhão, pois, segundo ele, a população em nenhum momento foi informada sobre o valor da obra.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati