Milhares de pessoas fogem do furacão Katrina em Nova Orleães, nos EUA

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ficheiro de satélite do furacão Katrina (U.S. National Oceanic and Atmospheric Administration).

28 de agosto de 2005

Milhares de pessoas abandonaram a cidade de Nova Orleães nos Estados Unidos da América, fugindo da ameaça provocada pelo furacão Katrina. Os postos de gasolina e supermercados entraram em colapso devido à elevada demanda por mantimentos. As autoridades recomendaram aos habitantes da costa a se mudar para outros lugares mais seguros.

O estado de emergência foi declarado em Luisiana. As autoridades estão coordenando as populações dos estados da Flórida, Missisipi e Alabama e proporcionando o abastecimento para as zonas mais afetadas. O presidente dos EUA George W. Bush mantém-se informado constantemente.

Katrina provocou, em sua primeira investida na costa de Flórida, ao menos sete mortos, numerosos danos materiais e graves inundações. Também fez com que quase um milhão de pessoas ficassem sem fornecimento de energia elétrica.

Fontes