Micheletti diz que só renuncia se Zelaya não voltar ao poder

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

8 de outubro de 2009

O presidente de fato de Honduras, Roberto Micheletti, frustrou as expectativas da delegação da Organização dos Estados Americanos (OEA) e garantiu ontem (7) que só renuncia se Manuel Zelaya não retornar ao poder.

“Saímos todos daqui [Casa Presidencial]. Não preciso voltar para o Congresso. Vou para casa. Mas, quando Manuel Zelaya propôs mudar a Constituição, ele automaticamente deixou de ser o presidente do país”, disse Micheletti em reunião com os membros da delegação da OEA, na Casa Presidencial.

A declaração contraria o item do Acordo de São José, proposto pela comunidade internacional, que prevê o retorno imediato de Zelaya à Presidência para pôr fim à crise em Honduras.

Após a afirmação de Micheletti, o secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, renovou o apelo para que os hondurenhos resolvam o impasse. “A comunidade internacional apoia qualquer decisão que seja aceita pelos dois lados”, disse.

No entanto, o presidente deposto Manuel Zelaya não aceita qualquer possibilidade de entendimento que não envolva o seu retorno à Presidência de Honduras.

A delegação da OEA deve se reunir hoje (8) pela manhã na Embaixada do Brasil, que permanece cercada pelos militares.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati