Mesmo depois de sua rejeição, reforma trabalhista segue para a CCJ do Senado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Políticos discutem sobre a nova reforma trabalhista

Agência Brasil

20 de junho de 2017

Em uma reunião tensa e díficil, A comissão de assuntos sociais do Senado rejeitou por uma estreita maioria de 10 votos a 9 o texto principal da nova Reforma Trabalhista, que foi aprovado na Câmara dos Deputados. Com a rejeição do texto do senador Ricardo Ferraço, o voto em separado apresentado por Paulo Paim foi aprovado por todos presentes.

Apesar da rejeição, a reforma prossegue normalmente, até a decisão final no plenário. “Na prática não acontece nada. A proposta prosegue normalmente, mas é um péssima sinal para o governo”, admitiu Ferraço. O resultado foi comemorado pelos senadores da oposição.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati