Mesmo depois de sua rejeição, reforma trabalhista segue para a CCJ do Senado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Políticos discutem sobre a nova reforma trabalhista

20 de junho de 2017

Em uma reunião tensa e díficil, A comissão de assuntos sociais do Senado rejeitou por uma estreita maioria de 10 votos a 9 o texto principal da nova Reforma Trabalhista, que foi aprovado na Câmara dos Deputados.

No lugar do parecer de Ferraço, a comissão aprovou um texto alternativo, do senador oposicionista Paulo Paim. O relatório de Paim recomenda a rejeição integral da reforma. O resultado foi comemorado pelos senadores da oposição.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com