Mercado europeu aberto a produtos de Moçambique

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O embaixador da União Europeia em Moçambique diz que o mercado europeu está aberto à livre circulação de produtos moçambicanos sem quotas nem pagamento de direitos aduaneiros.

O objectivo, segundo António Sanchez Gaspar, é alavancar a economia considera desiderata crítica, dada a queda do peso da indústria no Produto Interno Bruto (PIB) moçambicano.

"Convidamos o empresariado moçambicano a aproveitar esta oportunidade de exportar para o mercado europeu com essas facilidades todas, mas observando os procedimentos de qualidade fitossanitária e certificação internacional", afirmou Sanchez Gaspar.

Para a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo, "esta é uma oportunidade que as empresas moçambicanas não devem perder, para colocarem os seus produtos no mercado europeu, observando os procedimentos e oferecendo produtos de qualidade".

Contudo, o economista Constantino Marrengula, não sabe até que ponto a economia moçambicana está preparada para este desafio, porque nota-se uma tendência de queda do peso da indústria.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com