Mensalão: CPI investiga 700 funcionários públicos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

29 de dezembro de 2005

Brasil

A CPI dos Correios conseguiu formar uma lista com nomes de 700 pessoas a partir do cruzamento de bases de dados de parlamentares, funcionários e ex-funcionários da Câmara dos Deputados, nos últimos cinco anos, com as pessoas e empresas que tiveram o sigilo bancário, fiscal e telefônico quebrado durante as investigações do esquema do mensalão.

O facto de um nome aparecer nesta lista não significa contudo que a pessoa está necessariamente envolvida com algum esquema de corrupção, adiantou o relator da CPI deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR).

A CPI conseguiu identificar através do cruzamento dos dados pelo menos 46 pessoas da lista que tiveram, ao mesmo tempo, contacto telefônico ou através de movimentações financeiras com outros suspeitos que já estão sendo investigados pela comissão.

Por enquanto, o relator Osmar Serraglio preferiu não mencionar nenhum nome.


Fontes