Mauro Vieira vai à China na primeira viagem como chanceler

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de janeiro de 2015

Brasil

Em seu primeiro compromisso oficial fora do país como chanceler, o embaixador Mauro Vieira participará, quinta e sexta-feira próximas (8 e 9), da 1ª Reunião de Ministros das Relações Exteriores do Foro Celac-China, em Pequim. O novo ministro, que, em seu primeiro discurso, após receber o cargo, defendeu uma “diplomacia de resultados”, que ajude a abrir e consolidar o acesso do país a todos os mercados, retornou no fim de semana a Washington, onde era embaixador, para organizar sua mudança para Brasília, e de lá já segue para a China, principal parceiro comercial do Brasil em 2014.

O foro de que Vieira participará, entre a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e a China, foi lançado durante a Cúpula de Brasília de Líderes da China e de Países da América Latina e Caribe, em 17 de julho de 2014, logo após o fim da Cúpula do Brics - grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, em Fortaleza, que trouxe à capital federal o presidente chinês, Xi Jinping.

A reunião dos chanceleres, que será periódica, foi proposta pela China como forma de incrementar sua aproximação e investimentos na região. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, “o foro Celac-China é um mecanismo de cooperação que visa a aprofundar a relação política, econômica e cultural entre os países” participantes, além de possibilitar o diálogo sobre temas de interesse comum da agenda internacional. Entre 2003 e 2013, o comércio entre os países da América Latina e do Caribe e a China cresceu 795%, passando de US$ 29 bilhões para US$ 259,6 bilhões, informou o Itamaraty.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com