Marinha do Brasil nomeia de Raoni tempestade subtropical formada no Uruguai

29 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Raoni hoje na costa do Uruguai e Rio Grande do Sul

Depois dos estragos que a tempestade subtropical causou no Uruguai, a tormenta entrou em águas brasileiras.

Nomeado de "Raoni" pela Marinha do Brasil, o ciclone continua seu curso para nordeste. As rajadas de vento podem passar dos 100 km/h no litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Está é a primeira vez que uma tempestade subtropical é nomeada se formando inicialmente em outro país.

Confira agora a lista das tormentas já nomeadas pelo Centro de Hidrografia da Marinha:

1 - Arani (tempo furioso) - março de 2011 - RJ e ES

2 - Bapo (chocalho) - fevereiro de 2015 - SP

3 - Cari (homem branco) - março de 2015 - SC

4 - Deni (tribo indígena) - novembro de 2016 - RJ

5 - Eçaí (olho pequeno) - dezembro de 2016 - SC

6 - Guará (lobo do cerrado) - dezembro de 2017 - ES/BA

7 - Iba (ruim) - março de 2019 - BA

8 - Jaguar (lobo) - maio de 2019 - RJ

9 - Kurumí (menino) - janeiro de 2020 - ES e RJ

10 - Mani (deusa indígena) - outubro de 2020 - ES e RJ

11 - Oquira (broto de folhagem) - dezembro de 2020 - RS

12 - Potira (flor) - abril de 2021 - RJ e SP

13 - Raoni (grande guerreiro) - junho de 2021 - Uruguai

14 - Ubá (canoa indígena)

15 - Yakecan (o som do céu)

Fontes