Marco Aurélio Garcia desmente telefonema de Lula para Cristina Kirchner

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

21 de julho de 2008

O assessor especial de Política Externa da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, desmentiu hoje (21) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha telefonado, na semana passada, para a presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner. A informação foi publicada na edição de hoje do jornal argentino El Cronista.

Segundo o jornal, Lula teria conversado com Cristina na quinta-feira (17) e dado "conselhos" para que a presidente argentina mantivesse a "calma" ao administrar a crise que o país enfrenta. O parlamento argentino impôs, na semana passada, uma derrota a Cristina Kirchner com o voto de minerva de seu vice-presidente e presidente do Senado, Julio Cobos, evitando a elevação de impostos sobre a exportação de grãos.

Em nota oficial, Marco Aurélio Garcia afirma que Lula "tentou efetivamente" conversar por telefone com Cristina Kirchner na sexta-feira, mas não foi possível, porque ela atendia, naquele momento, o presidente da Lituânia.

De acordo com o assessor presidencial, no mesmo dia, já em Bogotá, Lula tentou contato com a chefe do governo argentino. Ele e Cristina se reuniram na capital colombiana com os presidentes da Colômbia, Álvaro Uribe, e do Peru, Alan García.

Marco Aurélio afirma, na nota, que o contato em Bogotá também não foi possível por causa da "intensa agenda" dos dois presidentes.


Fontes