Manifestação contra Belo Monte será feita em mais 7 países

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Raoni com petição international contra a barragem de Belo Monte na visita ao Paris, França em 9 de junho de 2011.

21 de agosto de 2011

Brasil — O Dia Internacional da Ação de Defesa da Amazônia começou com protestos contra a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte que segundo os manifestantes, afetará o percurso natural do Rio Xingu e prejudicará várias etnias indígenas.

O movimento teve início as 14h do sábado (20) e partiu da frente do Museu de Arte de São Paulo (MASP). Estima-se que duas mil pessoas participaram do evento, entre elas ativistas, indígenas e estrangeiros.

Para Sany Kalapalo, índia da tribo do Xingu, a construção da Belo Monte, prejudicará a vida de vários povos indígenas que dependem do rio para sobrevivência.

Um dos maiores alvos do protesto é o IBAMA, que concedeu a licença para que Belo Monte fosse construída e logo o Governo deu autorização para que começassem os projetos.

Além de cidades brasileiras, haverá protestos na segunda feira dia 22 em varia cidades de outros países, como Alemanha, Austrália, Inglaterra, Noruega, Irã, Turquia, Estados Unidos|EUA.

O movimento conta com entidades estrangeiras como a Amazon Watch e a Anistia Internacional que criticam a obra.

Pessoas e entidades de diversos países, são contra a construção da Belo Monte, por acreditar nas suas conseqüências, que não só prejudicaria o meio ambiente como fere os direito humanos dos povos indígenas prejudicados pela obra.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati