Malala apela por libertação de estudantes nigerianas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de fevereiro de 2015

Nigéria

A jovem paquistanesa Malala Yousafzai, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz no ano passado, pediu hoje (8) mais esforços para a libertação das estudantes nigerianas sequestradas em abril do ano passado por militantes do grupo Boko Haram. Em sua página na internet, Malala criticou a “pobre” resposta à situação, acrescentando que, se os pais das meninas fossem influentes política ou economicamente, “muito mais teria sido feito para libertá-las”.

Segundo Malala, como são originárias de uma área pobre do Noroeste da Nigéria, pouco mudou desde que foram sequestradas”, lamentou a jovem opositora do regime talibã, que atualmente vive no Reino Unido. Malala propôs que os candidatos à próximas eleições na Nigéria deem prioridade à libertação das estudantes nos primeiros 100 dias de legislatura. “Essas jovens arriscaram tudo para obter uma educação que a maioria de nós tem garantida. Não podemos esquecê-las”, afirmou a ganhadora do Prêmio Nobel.

Neste domingo, em uma cidade fronteiriça do Sudeste da Nigéria, em um novo ataque do Boko Haram, uma explosão matou pelo menos uma pessoa e feriu dez, disseram testemunhas e fontes hospitalares. Os militantes islâmicos atacaram a cidade de Diffa antes do amanhecer, dois dias após o lançamento de seu primeiro grande ataque na zona fronteiriça. A causa da explosão em Diffa ainda não é conhecida – algumas fontes falam em ataque suicida e outras, em atentado a bomba ou morteiro.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati