Mais um caso de agressão a prostitutas no Rio de Janeiro, agora envolvendo celebridades

Fonte: Wikinotícias

Rio de Janeiro • 5 de julho de 2007

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Mais um caso de violência a prostitutas é registrado no Rio de janeiro nesta madrugada. Desta vez, o caso envolve o ator da Rede Globo de Televisão, Rômulo Arantes Neto e o ex-ator da emissora Lui Mendes além de um colega dos apontados.

Segundo a imprensa, o ator Rômulo Arantes Neto (juntamente com os colegas), teria contratado uma garota de programa e mais dois travestis para um programa. Até aí então a imprensa não dá muitos detalhes sobre o caso. Mais algumas fontes relatam que os colegas não teriam reparado que os dois travestis eram realmente homossexuais. A última citação do caso é feita quando algumas reportagens dizem que a garota de programa foi jogada do carro do ator Rômulo Arantes Neto em movimento. Fontes do portal de notícias G1 chegaram a noticiar que o ator estava bêbado.

O ator Rômulo Arantes Neto disse logo após a prestar depoimento à polícia disse à imprensa que a garota de programa está querendo se aproveitar da situação, disse que não é um monstro conforme a imprensa diz e que vai esperar a apuração dos casos.

Em depoimento a 15ª DP na Gávea, RJ, a garota de programa Fabiane disse que estava num bar quando o ator chegou com mais dois colegas e os dois travestis querendo fazer um programa; segundo ela, até então ambos não perceberam que se tratavam de dois homossexuais. Eles se dirigiram ao motel Vip's, em São Conrado, na Zona Sul da capital, no carro de Rômulo, quando o ator percebeu que os travestis eram homens e começou uma intensa discussão no carro.

Segundo Fabiane, o ator disse que iria matar os travestis, Fabiane desistiu do programa e pediu para ser deixada em Copacabana, porém, na altura do Jardim Botânico foi jogada do carro em movimento. A garota ainda acusa os três por eles terem ficado com a bolsa dela na qual, segundo ela, causou um prejuízo de R$360.

Fontes