MPLA, partido no poder em Angola, vence as eleições gerais com mais de 51% dos votos

26 de agosto de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O MPLA, partido no poder em Angola, venceu as eleições gerais com 51,07% de um total de 97,3 por cento dos votos já escrutinados, enquanto a UNITA conseguiu 44,05% dos votos.

Os resultados parciais provisórios foram divulgados pelo porta-voz da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), Lucas Quilundo, na noite de ontem, quinta-feira, pouco mais de 24 horas após o fechamento das urnas. Quilundo admitiu que "não deverá haver alterações substanciais" nos resultados totais.

Em termos de deputados eleitos à Assembleia Nacional, o MPLA conseguiu 124, e a UNITA 90, enquanto a Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), o Partido de Renovação Social (PRS) e o Partido Humanista de Angola (PHA) têm dois parlamentares cada. A terceira força política desde 2012, CASA-CE, não conseguiu eleger qualquer deputado, bem como a APN e P-NJANGO.

A grande novidade é a entrada no Parlamento do PHA, a única força política liderada por uma mulher, a antiga jornalista Bela Malaquias, e o último partido legalizado no país, com dois deputados.

O porta-voz do MPLA, Rui Falcão reagiu dizendo que o partido ganha "com uma maioria absoluta suficiente para governar tranquilamente os próximos cinco anos" e reiterou que "continuamos no mesmo diapasão, com a mesma tranquilidade e olhando para o futuro de Angola”.

Fontes