Lula visita a Argentina em sua primeira viagem internacional após assumir a presidência pela 3ª vez

23 de janeiro de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Lula da Silva e sua esposa Janja foram recebidos esta manhã na Casa Rosada, sede do governo da Argentina, pelos seus homólogos Alberto Fernández e a primeira-dama, Fabiola Yáñez. Depois de posarem para fotos, os dois dirigentes realizaram uma reunião bilateral, quando assinaram acordos.

Também participaram desta reunião pela Argentina os ministros das Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto, Santiago Cafiero, e da Economia, Sergio Massa; a Secretária de Assuntos Estratégicos, Mercedes Marcó del Pont, e o Embaixador no Brasil, Daniel Scioli. Já pelo Brasil, os ministros das Relações Exteriores, Mauro Vieira, e da Fazenda, Fernando Haddad; o assessor presidencial, Celso Amorim, e o embaixador daquele país na Argentina, Reinaldo Salgado.

Após a reunião, os dois chefes-de-estado participaram de um encontro com mais de 300 empresários dos dois países no Museu do Bicentenário, com Fernández destacando que "estamos voltando a operar a ligação entre Brasil e Argentina, que nos últimos anos foi prejudicada e adiada".

Essa foi a primeira viagem internacional de Lula após tomar posse no cargo. A visita, a convite do presidente argentino, marcou a retomada da relação entre os dois países, após período de distanciamento entre os dois governos. “Estou aqui para dizer que hoje é a retomada de uma relação que nunca deveria ter sido truncada. (...) Estou pedindo desculpas ao povo argentino por todas as grosserias que o último presidente do Brasil (...) fez", disse Lula, criticando "grosserias" de seu antecessor, Jair Bolsonaro.

Fontes[editar | editar código-fonte]