Lula reassume candidatura para acabar com "sofrimento do povo brasileiro"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

9 de junho de 2018

O antigo Presidente brasileiro, Lula da Silva, enviou uma carta aos militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) apresentando-se como preso político, tratado como inimigo pela Justiça, afastado da convivência com o povo brasileiro, candidato à Presidência para acabar mais uma vez com o “sofrimento do povo brasileiro”.

Preso há dois meses em Curitiba por causa de uma condenação na operação Lava Jato, a carta de Lula foi lida num evento organizado pelo PT em Contagem, em Belo Horizonte, para mostrar unidade do partido em torno da sua candidatura. No palco estiveram as principais lideranças do partido, parlamentares e quatro dos cinco governadores petistas — Camilo Santana (CE) foi o único que não compareceu.

Na carta, lida por Dilma Rousseff, Lula diz que quer ser presidente porque já provou que o Brasil pode ser um país melhor para todos e que seu governo foi “um tempo de paz e prosperidade, como nunca antes tivemos na história”.

Lula lidera as pesquisas de intenção de voto para o Palácio do Planalto na eleição de Outubro, mas pode ser impedido de concorrer devido à Lei da Ficha Limpa que torna inelegíveis condenados por órgãos colegiados da Justiça, como aconteceu com o petista.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati