Lula pede reunião de Obama com presidentes da Unasul para tratar de bases na Colômbia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

21 de agosto de 2009

O presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva conversou hoje (21), por telefone, com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e reiterou a necessidade de haver garantias jurídicas de que as bases militares estadunidenses a serem instaladas na Colômbia fiquem restritas ao território colombiano.

De acordo com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, Lula disse que o tema desperta muita sensibilidade nos países sul-americanos, inclusive no Brasil, e sugeriu a Obama que se reúna com os presidentes da União das Nações Sul Americanas (Unasul). “Lula reiterou nossas posições, mostrou que existem sensibilidades na região, grandes, que não é apenas uma questão de um ou outro país, é uma sensibilidade nossa também, devido á proximidade da Amazônia”, disse Amorim.

Lula pediu que Obama proponha a reunião com a Unasul para dissipar dúvidas entre os dirigentes sul-americanos. “Devido à sensibilidade maior em alguns países, seria útil ter reunião do Obama com a Unasul, a exemplo do que ocorreu em Trinidad e Tobago”, disse Amorim, informando que o presidente estadunidenses agradeceu a sugestão de Lula e disse que irá conversar com sua equipe sobre a possibilidade de realizar o encontro.

Obama informou também que enviará um emissário ao Brasil para conversar com representantes do governo e aprofundar as explicações técnicas sobre as bases na Colômbia.

Lula e Obama também conversaram sobre a situação em Honduras. O presidente brasileiro chamou a atenção para a necessidade de o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, retornar ao cargo para que se restabeleça a democracia na região.

Segundo o ministro Celso Amorim, o presidente estadunidense informou que, nos próximos dias, haverá uma missão da Organização dos Estados Americanos (OEA) a Honduras e que, em seguida, o Brasil e os Estados Unidos avaliarão juntos as decisões a serem tomadas.

Na última reunião da Unasul, realizada no dia 10 de agosto, em Quito, Lula já havia dito que pediria a reunião entre o presidente dos Estados Unidos e os chefes de governo dos países membros da Unasul.


Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati