Lula pede reunião de Obama com presidentes da Unasul para tratar de bases na Colômbia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

21 de agosto de 2009

O presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva conversou hoje (21), por telefone, com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e reiterou a necessidade de haver garantias jurídicas de que as bases militares estadunidenses a serem instaladas na Colômbia fiquem restritas ao território colombiano.

De acordo com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, Lula disse que o tema desperta muita sensibilidade nos países sul-americanos, inclusive no Brasil, e sugeriu a Obama que se reúna com os presidentes da União das Nações Sul Americanas (Unasul). “Lula reiterou nossas posições, mostrou que existem sensibilidades na região, grandes, que não é apenas uma questão de um ou outro país, é uma sensibilidade nossa também, devido á proximidade da Amazônia”, disse Amorim.

Lula pediu que Obama proponha a reunião com a Unasul para dissipar dúvidas entre os dirigentes sul-americanos. “Devido à sensibilidade maior em alguns países, seria útil ter reunião do Obama com a Unasul, a exemplo do que ocorreu em Trinidad e Tobago”, disse Amorim, informando que o presidente estadunidenses agradeceu a sugestão de Lula e disse que irá conversar com sua equipe sobre a possibilidade de realizar o encontro.

Obama informou também que enviará um emissário ao Brasil para conversar com representantes do governo e aprofundar as explicações técnicas sobre as bases na Colômbia.

Lula e Obama também conversaram sobre a situação em Honduras. O presidente brasileiro chamou a atenção para a necessidade de o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, retornar ao cargo para que se restabeleça a democracia na região.

Segundo o ministro Celso Amorim, o presidente estadunidense informou que, nos próximos dias, haverá uma missão da Organização dos Estados Americanos (OEA) a Honduras e que, em seguida, o Brasil e os Estados Unidos avaliarão juntos as decisões a serem tomadas.

Na última reunião da Unasul, realizada no dia 10 de agosto, em Quito, Lula já havia dito que pediria a reunião entre o presidente dos Estados Unidos e os chefes de governo dos países membros da Unasul.


Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati