Lula diz que a carga tributária no Brasil está muito distante das mais elevadas do mundo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

14 de julho de 2009

Brasil


Em coluna semanal publicada hoje (14) em jornais, o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, disse que a carga tributária brasileira “está muito distante das mais elevadas do mundo”, em resposta a um leitor que questiona quando os tributos brasileiros deixarão de ser os mais elevados do planeta.

O presidente cita países onde a carga tributária é maior do que no Brasil, como Bélgica, Suécia e Dinamarca e diz que é a arrecadação desses impostos que permite ao governo brasileiro tocar programas que geram crescimento, empregos e inclusão social. Ele aponta que de 2002 a 2008 a proporção de miseráveis nos grandes centros urbanos caiu de 35% para 25%, de acordo com um estudo da Fundação Getúlio Vargas.

Lula lembra que o governo tem reduzido impostos em setores-chaves da economia como o de veículos e construção civil para aquecer a economia em um momento de impacto da crise financeira mundial.

Outro tema abordado é o reajuste diferenciado entre o salário mínimo e os proventos de aposentados e pensionistas que, segundo o leitor, “reduz o poder aquisitivo dos beneficiários”. O presidente Lula diz que “com a política do nosso governo de reajustar o mínimo acima da inflação, todos os que ganham o piso (piso previdenciário no valor do salário mínimo) tiveram aumento real de 65% desde 2003” e que o governo está em negociação com as centrais sindicais para definir um novo percentual de aumento para os aposentados que ganham acima do salário mínimo. A coluna O Presidente Responde atende a sugestões de perguntas enviadas por leitores de 115 jornais. Toda a semana o presidente dá respostas a três destas perguntas de leitores.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati