Lula da Silva e Volodymyr Zelenskyy mantêm conversa "calorosa e honesta" em Nova Iorque

Fonte: Wikinotícias

21 de setembro de 2023

link=mailto:?subject=Lula%20da%20Silva%20e%20Volodymyr%20Zelenskyy%20mantêm%20conversa%20"calorosa%20e%20honesta"%20em%20Nova%20Iorque%20–%20Wikinotícias&body=Lula%20da%20Silva%20e%20Volodymyr%20Zelenskyy%20mantêm%20conversa%20"calorosa%20e%20honesta"%20em%20Nova%20Iorque:%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Lula_da_Silva_e_Volodymyr_Zelenskyy_mant%C3%AAm_conversa_%22calorosa_e_honesta%22_em_Nova_Iorque%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
link=mailto:?subject=Lula%20da%20Silva%20e%20Volodymyr%20Zelenskyy%20mantêm%20conversa%20"calorosa%20e%20honesta"%20em%20Nova%20Iorque%20–%20Wikinotícias&body=Lula%20da%20Silva%20e%20Volodymyr%20Zelenskyy%20mantêm%20conversa%20"calorosa%20e%20honesta"%20em%20Nova%20Iorque:%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Lula_da_Silva_e_Volodymyr_Zelenskyy_mant%C3%AAm_conversa_%22calorosa_e_honesta%22_em_Nova_Iorque%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Os presidentes do Brasil e da Ucrânia reuniram-se duante pouco mais de uma hora em Nova Iorque, uma conversa considerada "calorosa e honesta" pela ministro ucraniano dos Negócios Estrangeiros.

"Uma boa conversa sobre a importância dos caminhos para construção da paz", escreveu Lula da Silva na plataforma X, após a primeira reunião, à margem da 78a. Assembleia Geral das Nações Unidas.

No seu post, Lula acrescentou que comprometeram-se a manter "sempre o diálogo aberto entre os nossos países".

Lula da Silva e Volodymyr Zelenskyy não fizeram declarações após o encontro, tendo o Presidente brasileiro divulgado uma foto dos dois.

Entretanto, em declarações a jornalistas, o ministro brasileiro das Relações Exteriores disse que os Chefes de Estado trocaram informações sobre os países e a situação do mundo.

"O encontro foi natural, aberto, com clima desprendido e de cooperação", apontou o ministro.

"O Presidente Lula e o Presidente Zelenskyy tiveram uma longa discussão num ambiente tranquilo e amigável, em que trocaram informações sobre os países e a situação do mundo neste momento", revelou Mauro Vieira, acrescentando que os dois "instruíram também as suas equipas, os seus ministros das Relações Exteriores a continuarem em contato para desenvolver as relações bilaterais e discutir possibilidades de paz".

Por seu lado, o chefe da diplomacia de Kyiv afirmou que a reunião quebrou o gelo das relações entre eles.

"Não que houvesse gelo nas nossas relações, mas o encontro foi muito caloroso e honesto. Eu acho que agora os dois presidentes se entendem bem melhor a posição de cada um do que antes", disse Dmytro Kuleba.

Os dois Chefes de Estado têm mantido posições diferentes sobre a guerra na Ucrânia, com Lula da Silva a ser criticado por alguns líderes ocidentais e analistas políticos por não ter uma posição clara de condenação à Rússia, apesar de o país ter votado a favor das resoluções da ONU que condenaram Moscovo pela invasão.

O Presidente brasileiro defendeu várias vezes a criação de um grupo de países neutros para negociar um acordo de paz entre Rússia e Ucrânia, mas tal não passou do papel.

Também chegou a dizer que Zelenskyy deve ceder, por exemplo, os territórios conquistados pela Rússia durante a guerra, o que foi prontamente criticado pelo Governo de Kyiv.

"Quando um não quer, dois não brigam", afirmou Lula no passado, tendo Zelenskyy respondido que os pensamentos do presidente brasileiro não precisariam coincidir com os de Vladimir Putin.

Na terça-feira, 19, na abertura da Assembleia Geral, o Presidente brasileiro voltou a não criticar diretamente a Rússia pelo conflito armado, optando por uma saída diplomática.

Fontes

‎‎‎