Lula chega a Genebra para Conferência Internacional do Trabalho e encontro com Sarkozy

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

15 de junho de 2009

Genebra, Suíça

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou ontem (14) a Genebra, na Suíça, para participar de uma cúpula na 92ª Conferência Internacional do Trabalho. Lula terá ainda um encontro com o presidente da França, Nicolas Sarkosy, e discursará no Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU).

Ao desembarcar, acompanhado de alguns ministros de Estado e o do governador do Rio de janeiro, Sérgio Cabral, Lula não fez declarações à imprensa. Hoje (15), está prevista uma conversa do presidente da República com jornalistas esportivos internacionais sobre a candidatura do Brasil às Olimpíadas de 2016.

No seu discurso na ONU, o presidente vai pedir que o órgão se afirme como uma instância "universal, objetiva e cooperativa", de acordo com o Itamaraty. Em seguida, Lula se encontra com sindicalistas internacionais. Depois, o presidente da República participa da Conferência Internacional do Trabalho, que terá como tema central a crise mundial do emprego. Em seu discurso, Lula deve defender a adoção de medidas para a geração e a distribuição de renda como medidas para frear os efeitos da crise econômica.

Logo após a cúpula, ele almoça com Sarkozy. Este é o primeiro encontro dos dois líderes depois do acidente com o voo 447 da Air France. A reunião bilateral, segundo a assessoria de imprensa da Presidência da República, deve abordar temas como o Ano da França no Brasil e a visita do presidente francês ao país, prevista para setembro.

Em Genebra, Lula vai receber, na sede da União Internacional de Telecomunicações, o prêmio World Telecommunications and Information Society Award, que faz menção às medidas adotadas pelo governo brasileiro no combate à pedofilia na internet.

Da Suíça, o presidente segue para a cidade de Ecaterimburgo, na Rússia, onde participa de reunião reservada do Bric - grupo de países em desenvolvimento formado por Brasil, Rússia, Índia e China.

Fonte